Ronaldinho Gaúcho Barcelona capa jornal (Foto: Reprodução)Ronaldinho estampa capa de jornal
(Foto: Reprodução)

A saída de Ronaldinho Gaúcho do Barcelona, há quase 10 anos, até hoje ainda é motivo de mágoa para a torcida catalã, que esperava que o astro seguisse por mais tempo no Camp Nou. Entretanto, a motiva para o adeus repentino do camisa 10 não foi exatamente um desejo de Pep Guardiola. De volta ao Barça – agora como embaixador -, Ronaldinho concedeu uma entrevista exclusiva para o jornal “Mundo Deportivo” nesta sexta-feira, alegando que o treinador o pediu para continuar no clube na época.

– Quando Pep chegou em 2008, me pediu para que nos víssemos. Me reuni com ele, e ele disse que me queria no time, que eu continuasse, pois contava comigo. Eu o agradeci, mas disse que achava que meu ciclo no Barça já havia acabado. E decidi sair – disse o astro, que garantiu ter boa relação com o atual técnico do Manchester City, uma vez que já foi muito próximo de seu irmão, Pere.

A polêmica começou quando Guardiola foi apresentado como técnico do Barça, no começo da temporada 2008/09, e disse que não contava com três astros que haviam feito história no clube anos antes, voltando a conquistar a Liga dos Campeões: Ronaldinho, Eto’o e Deco. R10 seguiu para o Milan, antes de retornar ao futebol brasileiro e defender Flamengo, Atlético-MG e Fluminense – além do Querétaro, do México.

Sem jogar uma partida oficial desde setembro de 2015, quando deixou o Fluminense, Ronaldinho Gaúcho será embaixador do Barcelona, representando o clube em eventos ao redor do mundo e ajudando a divulgar sua marca. Também está prevista a sua participação em partidas do Barcelona Legends (Lendas do Barcelona), um time de veteranos que já conta com Rivaldo.

– Mesmo sem ter nada assinado, sempre representei o Barça em qualquer parte do mundo. As pessoas, quando me viam, se lembravam do Barça, e creio que isto de ser embaixador será mais lindo ainda. É sempre uma alegria, tenho muitos amigos aqui, tenho uma história uma grande parte da vida. É uma alegria ter a oportunidade de voltar à minha casa – afirmou R10.

Ronaldinho disse que ainda não sabe o papel que terá, exatamente, dentro do clube, mas que espera ter uma oportunidade de conviver com o elenco. O brasileiro apontou que não pretende se envolver em assuntos de arbitragem e se mostrou contrário ao uso da tecnologia no futebol, dizendo que o esporte “já foi inventado” e que gosta “das coisas como sempre foram”.

O astro também elogiou Neymar, dizendo que o compatriota “já está pronto” e que será o melhor do mundo um dia. Questionado se gostaria de jogar ao lado do trio MSN, que hoje faz sucesso, R10 lembrou que seus companheiros também fizeram história.

– Cada coisa em seu momento. Na minha época também tínhamos grandes jogadores na frente. Se perguntar ao tridente se queriam jogar no ataque da minha época, dirão o mesmo.